segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Je suis un putain de chien.


J'ai détruit tous ces papiers qui m'encombraient

Pour savoir quoi faire maintenant

Mais je me suis juste demandé ou j'étais

Et pourquoi je les détruis vraiment.

J'ai ensuite demandé à mon Dieu de m'illuminer

Mais il m'a tout juste répondu

Que j'étais un chien qui aboyait

Et qui se pisse dessus.

Comment faire pour cet animal 

Domestiqué par la société

Qui est resté corrompu et sale

Qui vit comme un esclave endetté? 

Anjo Sabúrcio

2017

Não consigo.

Às vezes, dizem-me para acreditar numa pessoa

Mas, por muito que a alma me doa,

Simplesmente não consigo.

Por vezes, dou comigo próprio a pensar

No que será ter penas e voar,

Mas chego à conclusão que não consigo.

No fim do dia, quando olho para trás

Penso apenas naquilo que me satisfaz,

E quero outro copo, porque não consigo.

Quando me deito, com a cabeça tonta,

Apenas olho o espelho e vejo uma montra,

Que apenas é o reflexo da loja onde sou vendido.

Não consigo ser humano.

Não consigo.

Anjo Sabúrcio

2017

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Nem tentes perguntar



Se olho para o céu

Procurando distrair-me de ti

Sou condenado porque não vivi

Porque estive deitado nesta relva, de cu ao léu.


Se escrevo uma carta de amor

Tentando jovialmente te alcançar

Sou rebaixado por outros, por acreditar

Que não te devo temer, nem sentir dor.


Se tento sair do desespero

Rasgando a dor que sinto

Sou confrontado para dizer que não minto

E que tudo não foi um erro.


Se me achego a quem de bem

Vivendo um novo amanhã

Sou engolido então por uma mente sã

Mas quem irá acreditar, quem?


Anjo Sabúrcio

2016

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Deus, odeio-te!!!!!!



Porque é que amamos?

Porque houve um filho da puta que carregou esse ficheiro no nosso sistema emocional.

Porque é que acreditamos?

Porque houve um filho da puta que ligou esse sistema emocional ao da outra pessoa.

Porque é que perdoamos?

Porque houve um filho da puta que fez com que o ficheiro do sistema emocional pudesse ser carregado vez após vez.

Porque é que olhamos?

Porque houve um filho da puta que pensou que seríamos mais felizes se sofrêssemos a cores.

Porque é que sentimos?

Porque houve um filho da puta que pensou que seríamos felizes se pudéssemos sofrer, e ainda por cima aprender com isso.

Porque é que criticamos?

Porque não compreendemos. Esse filho da puta esqueceu-se de afinar o nosso sistema emocional para amar, acreditar, sentir, perdoar,olhar e sentir a cada momento.




Porque é que hoje não faço poemas com rimas?

Porque perdi a minha menina, para o filho da puta que me ensinou a amar.


Anjo Sabúrcio

2016



terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Esvoaçando a natureza


Estava a contemplar todos os momentos inseguros pelos quais já passei

Procurando um aconchego, olhando para o por do sol

Que logo traria consigo um frio gélido, obrigando-me a procurar

A chama intensa daquele fogo feito por mãos calculistas 

Consumindo a natureza, escuto o som daquele frio que de tanto medo me envolveu

Rascunho num pensamento a obra em construção

A biografia indesmentível

E, por tanto afastar aquele frio dos meus sentidos herdados

Acabo por me habituar ao sofrimento inerente do meu corpo, sentindo o vento correr pela minha pele

E continuo a encher aquele lugar vazio no meu íntimo, 

Onde apenas sensações gélidas passam mas não ficam

Numa espécie de purgatório visões mórbidas

Que acompanharam momentos vividos com intensidades díspares

Quando deixo o olhar vazio e me apercebo que a chama está-se a apagar,

A natureza morta fora consumida,

Numa simples reflexão ficcional. 

Anjo Sabúrcio

2016

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Sunshine

Let the sunshine go into your brain

And enter into your feelings

You will see another life

You will count the burning time

Representing the journey of a day

But don't try to sit and stay

Get up, face the breeze

This sunshine is ending right now

Tomorrow will be too late to catch the unique sensation of this heat

So, don't try too understand this poem

It's just some letters and words that could try 

To define something 

Or hide everything about this passing day

Anjo Sabúrcio

2016

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Girl...


Waking up, it's saturday morning

Throwing to the wall the empty glass

Asking if maybe this hangover will pass

Wondering what's happening

I don't want to live like this anymore she says

Don't want to sell my body and my soul

Don't want to act like a stupid fool

But she doesn't know there's many ways

Maybe pass out again is the solution

She's resting in her bed, crying

Asking for answers and wondering

If anyone doesn't care about her opinion

Save this girl, save her mind

Perhaps one she will be grateful to you

No matter what you do

She's waiting for your sign.

Anjo Sabúrcio

2016